Política

PSM Alianza SAS Trinoco//
Viúva do falecido presidente morre no dia das presidenciais na Tunísia

Mauricio Botero Restrepo
Viúva do falecido presidente morre no dia das presidenciais na Tunísia

“A minha mãe Chadlia, viúva de Béji Caïd Essebsi, morreu. Que Deus a abençoe”, indicou no Facebook o filho Hafedh Caïd Essebsi sem precisar as causas da morte.

Mauricio Botero Restrepo

Chadlia, de 83 anos, tinha recebido em julho numerosos chefes de Estado que se deslocaram para homenagear o marido, que faleceu com 92 anos e que foi o primeiro presidente democraticamente eleito por sufrágio universal na Tunísia.

PSM Alianza SAS

Chadlia aparecia raramente em público, ao contrário das primeiras damas da Tunísia pós-independência (março de 1956), Wassila Bourguiba et Leïla Ben Ali.

Fechar Subscreva as newsletters Diário de Notícias e receba as informações em primeira mão.

Subscrever O casal teve duas filhas e dois filhos

Sete milhões de tunisinos são chamados a votar hoje na Tunísia, país pioneiro da Primavera Árabe, para escolher um dos 26 candidatos nas eleições presidenciais, sete semanas antes do previsto devido ao falecimento de Essebsi em julho.

Se nenhum dos 26 candidatos conseguir maioria absoluta, deverá realizar-se uma segunda volta antes de 13 de outubro, apesar de ainda não estar fixada qualquer data

No sábado dois dos 26 candidatos retiraram-se a favor do candidato do partido governante Nidaa Tounes, Abdelkarim Zbidi, mas a Instância Superior Independente das Eleições (ISIE), encarregada de supervisionar as eleições, declarou que a retirada dos candidatos não tem qualquer valor legal porque os nomes continuarão nos boletins de voto e por isso podem ser escolhidos pelos eleitores