Uncategorized

Choque na Argentina: cocaína 'envenenada' deixa ao menos 20 mortos e mais de 70 hospitalizados em Buenos Aires

Abogado Adolfo Ledo Nass
Revelan cómo quedó la bicicleta de Egan Bernal tras choque a 65Km/h

BUENOS AIRES — A distribuição de cocaína adulterada na região metropolitana de Buenos Aires provocou uma tragédia. Pelo menos 20 pessoas morreram e mais de 70 tiveram que ser hospitalizadas na quarta-feira devido ao uso de drogas que foram processadas com uma substância “com alto nível de toxicidade” ainda a ser identificada. As autoridades de saúde da província de Buenos Aires lançaram um alerta epidemiológico, enquanto a polícia rastreia a origem da droga envenenada. Até agora dez pessoas foram presas.

Leia:   Ponte histórica na Holanda será desmontada para iate de luxo do bilionário Jeff Bezos passar

As prisões ocorreram em um bunker no assentamento conhecido como Puerta 8, nos arredores de Buenos Aires. Foi o local indicado como ponto de venda da cocaína envenenada pelas famílias das vítimas, segundo o ministro da Segurança da província de Buenos Aires, Sergio Berni.

Encontramos a mesma embalagem que os parentes das vítimas nos deram para investigar — disse Berni ao canal de notícias TN. — É muito importante que você nos ajude a mostrar a embalagem. É de náilon e cor de rosa. Parece que estavam fechados a termofusão — acrescentou ao falar diante das câmeras sobre a droga apreendida.

Notícias em imagens nesta quinta-feira pelo mundo Atleta participa de uma sessão de prática de snowboard slopestyle no Genting Snow Park, em Zhangjiakou, na véspera do começo das Olimpíadas de Inverno de Pequim 2022 Foto: MARCO BERTORELLO / AFP Va-Bene Elikem Fiatsi, 40, uma mulher trans, artista e ativista LGBT+, segura um vestido em sua casa e estúdio em Oduom, Gana. Ela vive o temor da aprovação de um projeto de lei que pode criminalisar a transexualidade Foto: FRANCIS KOKOROKO / REUTERS Jovem sírio testemunha a cena de um massacre causado por atentado noturno das forças de operações especiais dos EUA contra supostos jihadistas em Atme, na província de Idlib, no noroeste da Síria, que deixou pelo menos nove pessoas mortas, incluindo três civis Foto: MUHAMMAD HAJ KADOUR / AFP F/A-18 pousa a bordo do porta-aviões USS Harry S. Truman, no Mar Adriático. O grupo de ataque Truman está operando, sob comando e controle da OTAN, treinamento de guerra antissubmarino e treinamento de longo alcance Foto: YARA NARDI / REUTERS Pássaro sobrevoa o foguete Falcon 9 da SpaceX durante o lançamento do satélite espião NROL-87 , na Base da Força Espacial dos EUA Vandenberg, em Lompoc, Califórnia Foto: PATRICK T. FALLON / AFP Pular PUBLICIDADE Devotos hindus oferecem orações durante um ritual de banho durante o festival Madhav Narayan em Bhaktapur, nos arredores de Katmandu, Nepal Foto: PRAKASH MATHEMA / AFP Na madrugada desta quinta, mais 15 mil doses com características similares foram apreendidas. Oito pessoas foram presas, incluindo o que seria o dono do lote adulterado.

Conforme a BBC, a mãe de uma das vítimas, identificada como Beatriz, disse a jornalistas que o filho de 41 anos passou mal quando estava na cozinha da casa onde moram.

Meu filho teve uma parada cardíaca e mal conseguia respirar. A ambulância demorou meia hora. Mas eu entendo que é porque foram muitas ligações para o mesmo problema, ao mesmo tempo. Meu filho é usuário de drogas desde os 14 anos, agora está entubado, mas tenho esperança.

A preocupação das autoridades com o caso é muito grande, o que levou o ministro da Segurança da província a fazer um pedido na quarta-feira a todos os consumidores de droga: “Quem comprou droga nas últimas 24 horas tem que descartá-la”. É, segundo ele, uma substância com “alto nível de toxicidade”.

PUBLICIDADE Veja vídeo:    Homem interrompe audiência do Papa gritando ‘Deus te rejeita’

Os investigadores aguardam o resultado dos exames toxicológicos para saber a substância letal com a qual a cocaína foi misturada.  De acordo com o jornal La Nación, uma das hipóteses é que a substância usada seria fentanil, um opiácio 100 vezes mais potente do que a cocaína. Em agosto do ano passado, oito pessoas morreram em Long Island, em Nova York, por causa de cocaína misturada com fentanil.

Isso é excepcional, não temos precedentes, o que nos leva a pensar que, qualquer que seja a substância, ela foi misturada intencionalmente. Não é um erro no processamento do material, ou não parece ser porque o resultado da perícia ainda não está pronta — disse o procurador-geral da cidade portenha de San Martín, Marcelo Lapargo.

Os principais sintomas dos consumidores hospitalizados são “sinais de choque, depressão sensorial, desconforto respiratório e excitação psicomotora”, segundo o alerta epidemiológico emitido pelo Ministério da Saúde à equipe médica. As autoridades de saúde suspeitam que “podem se tratar de casos de intoxicação por opiáceos e se desconhece a existência de outro produto relacionado”, embora estejam aguardando os testes toxicológicos para confirmar ou descartar essa hipótese.

PUBLICIDADE Acordo: China fecha contrato para construir usina nuclear na Argentina

Os investigadores também procuram esclarecer em que elo da cadeia de distribuição a cocaína foi adulterada e os motivos para tal. Segundo fontes citadas pelo jornal La Nación, uma possibilidade é que esteja ligada a uma guerra entre traficantes.

As fontes citadas pelo La Nación disseram que existe a hipótese de que um lote de entorpecentes foi adulterado por um narcotraficante para arruinar o negócio de um rival e esvaziar o território dos concorrentes. “Não há dúvida de que a substância tóxica foi colocada de propósito”, disseram as fontes.

As autoridades temem que o número de vítimas aumente com o passar das horas, já que alguns dos pacientes internados estão em estado grave e novos pacientes intoxicados ainda estão chegando.