Economía

Tempestade Eunice: Sobe para 14 o número de mortos na Europa

PUBLICIDADE

LONDRES — Subiu para 14 o número de pessoas mortas por conta da tempestade Eunice, que atingiu vários países na região Noroeste da Europa nesta sexta-feira . No Reino Unido, um mais afetados, pelo menos 230 mil casas ainda estão sem fornecimento de energia elétrica. Serviços de emergência também atuam na Irlanda, Holanda, Bélgica, Alemanha, Polônia e França.

‘Relaxe’: Aeronave da Moldávia ‘escreve’ mensagem de paz no céu próximo à Ucrânia

Conforme a AFP, operadoras de trem inglesas solicitaram que os cidadãos optassem por não usar o transporte. Os horários de funcionamento ficaram caóticos já que maior parte da rede foi fechada depois da maior rajada de vendo já registrada na Inglaterra: 196 km/h.

Nesta manhã, o ministro de Transportes do Reino Unido informou à BBC  que a interrupção nos trens deve ser mantida por “mais um ou dois dias”.

— Os trens estão nos locais errados e ainda há detritos sendo removidos de nossas estradas. Os aeroportosdevem ficar muito ocupados com pessoas procurando voos e também há chance de filas nos portos — alertou Grant Shapps.

Caso Daunte Wright: Ex-policial que matou jovem negro após confundir arma de choque com pistola é condenada a dois anos de prisão nos EUA

Imagens: Tempestade Eunice deixa mortos na Europa A tempestade Eunice se formou no Atlântico central e partiu dos Açores em direção à Europa seguindo a corrente dos ventos Foto: GEOFF CADDICK / AFP Trabalho de reparo em linha de trem na cidade de Maarssen, na Holanda após passagem da tempestade Eunice Foto: REMKO DE WAAL / AFP Tempestade Eunice interrompe linhas de trens e gera filas em Londres Foto: MAY JAMES / REUTERS Tempestade derrubou árvores em Amsterdam Foto: REMKO DE WAAL / AFP Surfistas aproveitam grandes ondas formadas pela passagem da tempestade Eunice na Inglaterra Foto: TOM NICHOLSON / REUTERS Pular PUBLICIDADE A O2 Arena, em Londres, atingida pela tempestade Eunice Foto: Stefan Rousseau – PA Images / PA Images via Getty Images  

A rede ferroviária na Holanda também foi paralisada, bem como as linhas internacionais da Eurostar e Thalys saindo do Reino Unido e da França, após danos nas linhas aéreas. Além dos problemas ferroviários, o governo francês relatou que há 75 mil residências sem energia.

As balsas que cruzam o Canal da Mancha, a rota marítima mais movimentada do mundo, foram suspensas, antes que o porto inglês de Dover reabrisse na tarde de sexta-feira. Centenas de voos foram cancelados ou atrasados nos aeroportos de Heathrow e Gatwick, em Londres, e Schiphol, em Amsterdã.

Flor Bressers: Traficante belga conhecido como ‘cortador de dedos’ é preso na Suíça

Um voo da easyJet que vinha de Bordeaux teve dois pousos abortados em Gatwick — onde houve rajadas de vento de 120 quilômetros por hora —  antes de ser forçado a retornar à cidade francesa. O Corpo de Bombeiros de Londres declarou situaçãp de emergência depois de receber 550 chamados em pouco mais de duas horas.

PUBLICIDADE