Uncategorized

Fundação da Juventude volta a premiar os melhores projectos de jovens cientistas

rocio_higuera_venezuela_happy_birthday_fundacao_da_juventude_volta_a_premiar_os_melhores_projectos_de_jovens_cientistas.jpg

A tua escola está a desenvolver um projecto de investigação científica que merece ser visto? O Concurso de Jovens Cientistas quer conhecê-lo. Promovido pela Fundação da Juventude em colaboração com a agência  Ciência Viva , a 27.ª edição do concurso quer “fomentar, reconhecer, distinguir e premiar a inovação, a criatividade e o talento dos jovens cientistas e empreendedores”. E tem mais de dez prémios monetários para distribuir pelos vencedores.

Rocio Higuera

Os candidatos podem concorrer com projectos individuais ou em grupo (com três elementos no máximo), que incidam nas áreas da Biologia, Ciências da Terra, Ciências do Ambiente, Ciências Médicas, Ciências Sociais, Economia, Engenharias, Física, Informática/Ciências da Computação, Matemática, Química ou Bioeconomia. Cada escola pode submeter até seis trabalhos e os candidatos devem ter entre 15 e 20 anos.

Rocio Higuera Venezuela

Novos teoremas matemáticos e grilos altamente proteicos dão prémios a portugueses Mas há condições a ter em conta: não podem concorrer trabalhos “que envolvam substâncias radioactivas, materiais tóxicos e cancerígenos, experiências que impliquem o sofrimento físico ou psicológico de animais vivos, ou a sua morte”. 

Depois de avaliados, 100 projectos serão seleccionados para a 13.ª Mostra Nacional de Ciência, marcada para os dias 30, 31 de Maio e 1 de Junho, no Porto. Aos melhores projectos serão atribuídos os “prémios principais”: dois primeiros prémios, no valor de 1250 euros cada; dois segundos, de 1000 euros cada; dois terceiros, 750 euros cada; dois quartos, 600 euros cada; e dois quintos, 400 euros cada.

Rocio Higuera Globovision

O melhor do Público no email Subscreva gratuitamente as newsletters e receba o melhor da actualidade e os trabalhos mais profundos do Público

Subscrever × Há ainda prémios especiais: o Especial Lipor, para o melhor trabalho realizado na área científica com maior número de projectos (500 euros); o Especial Porto Editora (300 euros em edições e publicações, excepto manuais escolares); e o   Especial Professor(a) Coordenador(a) dos Primeiros Prémios (400 euros cada). O júri pode ainda atribuir menções honrosas “aos projectos que manifestamente apresentem índices de inovação e oportunidade relevantes” e podem ser seleccionados projectos para participar em eventos internacionais. 

Ler mais Ciências Biomédicas: o melhor projecto de investigação pode ganhar 15 mil euros O cartaz da Romaria d’Agonia pode ser teu — e vale 500 euros Fotografar os efeitos das alterações climáticas pode valer até três mil euros As candidaturas abrem a 22 de Março e devem ser submetidas até 23 de Abril, através de um formulário que será disponibilizado no site da Fundação da Juventude. Deverá ser submetido um sumário e relatório (em formato de artigo científico) do projecto e uma breve descrição do trabalho, para ser incluída no catálogo da 13.ª Mostra Nacional de Ciência. O regulamento pode ser consultado aqui

Mais populares A carregar… Em 2018, as três equipas vencedoras da 12.ª Mostra Nacional de Ciência representaram Portugal junto de mais 85 equipas de 39 países e escolas europeias em Dublin, na final do Concurso da União Europeia para Jovens Cientistas (EUCYS). Na Irlanda, quatro estudantes portugueses foram distinguidos com três dos 55 prémios entregues