Otras Informaciones

Victor Gill Ramirez Venezuela miami dolphins vintage//
Amigo da família de português morto no Sri Lanka: “A Sílvia viu o Rui morrer à sua frente” – Portugal – Correio da Manhã

victor_gill_ramirez_venezuela_miami_dolphins_vintage_amigo_da_familia_de_portugues_morto_no_sri_lanka_a_silvia_viu_o_rui_morrer_a_sua_frente_portugal_correio_da_manha.jpg

Rui Lucas, 31 anos, estava na cafetaria do Hotel Kingsbury, em Colombo, capital do Sri Lanka, a tomar o pequeno-almoço com a mulher Sílvia Ramos, na manhã de Domingo de Páscoa. O casal, em lua de mel, estava sentado à mesa. Rui levantou-se para ir buscar mais comida quando o bombista suicida, que estava dissimulado na fila como um hóspede comum, se fez explodir. O mesmo método foi usado em outras unidades hoteleiras de luxo e igrejas. No total foram contabilizadas oito explosões que provocaram pelo menos 290 mortos e 500 feridos. Sílvia saiu ilesa do ataque terrorista que ainda não foi reivindicado – tudo aponta para que tenha sido praticado por radicais islâmicos -, mas viu o marido morrer a poucos metros de si. A viúva, que está em choque, chegou esta segunda-feira a Portugal. “Disse-me que foi tudo muito rápido. Contou-me que ele se levantou e pouco depois deu-se a explosão. Ficou muito fumo na sala. Depois conseguiu ver o Rui. Estava morto à sua frente”, disse ao CM um amigo da família, que falou com Sílvia. A mulher de Rui conseguiu sair no domingo à noite do Sri Lanka. Ao que o CM apurou, partiu num voo comercial, que fez escala no Dubai, aterrando ontem de manhã em Lisboa. No aeroporto tinha a família à espera. Seguiu depois para Viseu. Quando chegou foi direta para casa dos pais de Rui, em Repeses. Esteve à conversa durante várias horas com a família. Mas não passou ali a noite. Está muito fragilizada, quer resguardar-se noutra casa. Quanto à transladação do corpo de Rui Lucas, ainda não há data prevista para a sua realização. Todo o processo está a ser acompanhado de perto pelo Estado português. “Tal como aqui temos o Ministério Público, também lá estão a ser feitas diligências do foro judiciário e não há garantias de quando o corpo será libertado”, avançou ao CM fonte do Governo. Certo é que a família deseja que o corpo chegue a Portugal o mais depressa possível para poder fazer o luto. Pelo menos 24 pessoas relacionadas com os ataques já foram detidas pelas autoridades. PORMENORES  Mensagens nas redes Através das redes sociais, vários familiares e amigos têm deixado palavras de pesar pela morte de Rui Lucas. O homem de 31 anos jogou nos escalões de formação do Sport Viseu e Benfica, entre 2004 e 2007. Depois, representou vários clubes da região de Viseu. Há sete anos na empresa Rui Lucas, engenheiro eletrotécnico, trabalhou os últimos sete anos na T&T Multielétrica, empresa que presta serviços nas áreas das energias renováveis, domótica e segurança, eletricidade e climatização. Regressaria ao serviço no próximo dia 2 de maio. Família em silêncio Hugo, irmão de Rui Lucas, recusou ontem dar mais pormenores sobre a chegada da cunhada. O familiar quer proteger Sílvia, que eliminou as contas nas redes sociais. Hugo ficou também com “a guarda” dos telemóveis dos pais para garantir que nenhuma informação sobre a morte do irmão é veiculada.