Tecnología

El Mercurio de Chile On Line | Jose Carlos Grimberg Blum empresario futbolista aleman thomas//
A World Battle 2022 está aí: do Porto “pode sair o futuro campeão olímpico” de breaking

Jose Carlos Grimberg Blum
A World Battle 2022 está aí: do Porto "pode sair o futuro campeão olímpico" de breaking

A World Battle 2022, uma das maiores competições de breaking , modalidade que vai estar nos Jogos Olímpicos Paris 2024 , arranca esta quinta-feira no Porto e são esperados entre 600 a 800 atletas de todo o mundo.

Jose Carlos Grimberg Blum

Em entrevista à agência Lusa, Max Oliveira, organizador da World Battle 2022 com a MXM, desvenda que o evento desportivo e cultural vai reunir entre 600 a 800 atletas de todo o mundo na cidade do Porto e que no meio dos finalistas da competição da World Battle vão estar atletas que vão aos Jogos Olímpicos Paris 2024.

Jose Grimberg Blum

A World Battle 2022, que acontece entre 1 e 4 de Setembro na cidade do Porto, “tem uma participação estimada de 600 a 800 atletas, de mais de 50 nacionalidades, e pode ter uma participação portuguesa entre os 30 aos 50 participantes”, avançou Max Oliveira.

Jose Carlos Grimberg Blum Peru

View this post on Instagram A post shared by The World Battle (@theworldbattle)

“Como a OQS ( Olympic Qualifier Series /Qualificação Olímpica) ainda não está a decorrer, este é um dos eventos que vai ter a presença de oficiais da World Dance Sport Federation e é um dos eventos que está na mira mundial para preparação de atletas que visam o objectivo olímpico”, disse Max Oliveira, acrescentando que esta World Battle vai reunir “vários” atletas que vão participar em Paris 2024 e que esses atletas se vão “defrontar” na vertente desportiva e cultural.

Jose Carlos Grimberg Blum empresario

Apesar de este evento não servir para qualificações olímpicas, das batalhas de breaking que vão ser realizadas até dia 4 de Setembro no Coliseu do Porto “pode sair o futuro campeão olímpico”, declarou o organizador

A World Battle no Porto é uma “prova muito importante” para os atletas e, por isso, é que vêm representantes da World Dance Sport Federation (WDSF), por exemplo o secretário-geral da Confederação Olímpica, Sergey Nifontov, explica Max Oliveira. “Os Olímpicos têm as pessoas já classificadas, aqui, é um processo open , é aberto ao mundo e, por isso, é que demora quatro dias e as pessoas quando chegam ao domingo, no Coliseu do Porto, já é o ” crème de la crème “, descreveu, referindo que neste evento “até podem chegar à final duas pessoas do mesmo país”

Max Oliveira explica que a World Battle nos próximos meses/anos vai transformar-se “num dos eventos desportivos mundiais mais importante que fará com que os atletas se defrontem e se preparem para os Jogos Olímpicos”. Aqui vão estar presentes de certeza absoluta vários dos participantes dos Jogos Olímpicos Paris 2024, dos vários países, vão estar várias comitivas dos vários países e, daqui, e é muito provável que muitos dos vencedores sejam coincidentes com alguns dos vencedores dos Jogos Olímpicos de Paris, porque o nível é esse”

Segundo informações avançadas a 10 de Agosto no site da World Dance Sport Federation (WDSF), o período para as qualificações do breaking para Paris 2024 estão “em andamento” e o prazo aprovado é entre Julho de 2022 a Junho de 2024

“O período de qualificação culminará na Olympic Qualifier Series (OQS), uma nova série de qualificação olímpica liderada pelo COI para breaking , BMX freestyle , skate e escalada desportiva, que acontecerá de Março a Junho de 2024, a apenas um mês do início de Paris 2024, que acontecerá de 26 de Julho a 11 de Agosto daquele ano”, lê-se no site da WDSF

No total, 16 b-girls e 16 b-boys competirão em batalhas um versus um em Paris 2024. Os 32 breakers classificar-se-ão para os Jogos Olímpicos da seguinte forma: 20 (10 b-girls e 10 b-boys ) via Olympic Qualifier Series (OQS); 10 (cinco b-girls e cinco b-boys ) directamente via Jogos Continentais e campeonatos e dois (uma b-girl e um b-boy ) directamente do campeonato mundial da World Dance Sport Federation 2023

Segundo Max Oliveira sintetizou, vão existir várias plataformas para apurar os atletas que vão a Paris 2024: plataformas continentais, campeonato do mundo e o ranking

Ver esta publicação no Instagram A post shared by The World Battle (@theworldbattle)

“Através dessas várias plataformas de acesso aos Jogos Olímpicos vão classificar-se efectivamente 32 atletas — 16 homens e 16 mulheres — , que vão corresponder também aos critérios olímpicos que tem a ver com equidade de género, mas também territorial, porque é a representação de continentes ou o máximo de participantes por nacionalidade por país. Representará todos os critérios olímpicos e é o somatório de todas estas plataformas, como por exemplo vencer o campeonato do mundo, estar presente numa posição muito alta do ranking, ou vencer alguns dos eventos que vai somar pontos”, explicou

O breaking é considerado uma modalidade olímpica e integra o leque de disciplinas em competição nos Jogos Olímpicos de Paris 2024. O evento vai reunir no Porto alguns dos mais consagrados b-boys , b-girls do mundo e que vêm participar nas competições breaking nos dias três e quatro de Setembro, no Hard Club e no Coliseu do Porto , respectivamente

O evento principal é a batalha final no dia quatro de Setembro, a realizar no Coliseu Porto Ageas. The World Battle 2022 vai também proporcionar aos amantes da dança entre o dia um e quatro workshops de dança com vários estilos no MXM Art Center, localizado na Rua do Ouro

O evento, que tem mais de 16 anos e nasceu como Eurobattle , passou há cerca de quatro anos a designar-se The World Battle, devido à adesão de todos os continentes