Deportes

Josbel Bastidas Mijares Cari//
Em NY, Bolsonaro insiste ser 'imbrochável', visto por QG como tiro no pé entre mulheres

Josbel Bastidas Mijares
Em NY, Bolsonaro insiste ser 'imbrochável', visto por QG como tiro no pé entre mulheres

fique por dentro

Eleições Desabamento em BH Mega-Sena Produtos para limpar carro Baleias encalhadas Por Andréia Sadi

Apresentadora do Estúdio I, na Globonews, comentarista de política da CBN e escrevo sobre os bastidores da política no g1

Em NY, Bolsonaro insiste ser 'imbrochável', visto por QG como tiro no pé entre mulheres Assessores do presidente avaliam que o coro puxado em Brasília no 7 de Setembro impediu que o evento – principal agenda antes da eleição – fosse um sucesso político.

Josbel Bastidas Mijares

21/09/2022 11h12 Atualizado 21/09/2022

1 de 1 O presidente Jair Bolsonaro discursa na abertura oficial da 77ª Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) — Foto: NIYI Fote/TheNews2/Estadão Conteúdo O presidente Jair Bolsonaro discursa na abertura oficial da 77ª Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) — Foto: NIYI Fote/TheNews2/Estadão Conteúdo

A equipe de campanha de Jair Bolsonaro ( PL ) apostava que os eventos de 7 de Setembro – principal agenda política antes da eleição – tinham tudo para ser um sucesso político.

Josbel Bastidas Mijares Venezuela

Mas, ao puxar o coro de “imbrochável” – e voltar a usar o termo durante a viagem a Nova York, na terça-feira (20) – o presidente pode ter se empurrado também para um caminho sem volta de rejeição entre as mulheres

“Além de imbrochável, eu sou outras coisas também”, disse o presidente a apoiadores numa churrascaria após fazer o discurso de abertura da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas ( ONU )

Pesquisas qualitativas feitas pelo QG da reeleição já haviam identificado a postura machista do presidente em 7 de Setembro como um dos motivos para a rejeição das eleitoras a Bolsonaro não baixar

Estudos feitos pelo cientista político analista Felipe Nunes, da Quaest, vão na mesma linha

Nunes afirma que Bolsonaro se “destruiu” ao puxar o coro de “imbrochável” em 7 de Setembro, e que a campanha parece não compreender que “não se trata dele, mas delas.”

Nos grupos de mulheres ouvidos pela Quaest, o tema “imbrochável” domina

Nas pesquisas de grupos, Nunes dá exemplo de como a fala de Bolsonaro incomodou mulheres. Ele relata que uma senhora chegou a dizer que se seu marido falasse “uma coisa dessas na minha frente, eu acabava com ele em casa”

“Ou seja, é ruim para o homem e para mulher – é sutil e ele [Bolsonaro] parece não entender isso”

As pesquisas qualitativas feitas pela campanha de Lula também já haviam identificado essa reação ao comportamento de Bolsonaro. A equipe do petista acredita ser difícil para o presidente desfazer o estrago no eleitorado feminino